Hey! Você está no Blog YUME, seja bem-vindo(a)!

Bem vinda (o) ao YUME, um blog pessoal e sem fins lucrativos, criado pela B-chan, para satisfazer seu próprio ego.
Aqui, você encontrará reviews de animês e mangás, matérias sobre J-music e K-music, além de comentários de notícias relacionadas a esses meios.

YUME girls — parte 1

Yo!
Sabe, parece que esse post é só mais um tapa buraco, né? [rsrsrs] Só que é um tapa-buraco muito importante para as autoras do blog… Acho que depois de 20 postagens, está na hora de falarmos sobre nós, as cabeças por tras desse lindo template. [XD]

Estaremos sempre postando alguma coisa sobre nós, mas é claro que é ao decorrer do tempo, quando ninguem atrasar o que tinha que fazer. Então haverá muuitas partes. Cada parte será escrita ou por uma ou por outra (das autoras) e os comentários da “outra” terão uma cor diferente da maioria do texto.
É, como tapa-buraco. Mas quem disse que os TB (tapa-buracos) não são interessantes?? Hoje, eu irei escrever e os comentários da Tany estarão assim.


Era uma vez (by:Bárbara-Sama)
Eu, Bárbara-Sama, sempre fui uma otaku normal. Sempre, desde pitokinha minusculinha. Nunca tinha pensado em ter um blog, pois sabia que poderia atrapalhar… Se eu sempre tivesse que postar, não teria como baixar os animês (T-T). Então nem imaginava eu aqui hoje.
Eu conheço a Tany desde pequena. Na minha família, temos algumas pessoas OTAKUS.[Eles odeiam esse termo, eu adoro]. Não somos descendente de japonês, nem nada, acho que nunca conheci um… Mas isso não vem ao caso, só estou falando disso porque tem gente que acha que brasileiro brasileiro deve gostar só de forró e feijoada. Aff…[¬¬”]
A Tany não é da minha família, nem vizinha, nem colega de escola. Prefiro pensar que é o meu HITSUZEN. Não tenho descrição melhor para… Essa coisinha chata. [0.0]
Nós nos conhecemos quando… Acho que foi quando eu fui comprar o primeiro volume de Naruto, aí ela falou que já tinha lido na internet, que era legal, blá, blá, blá…
(Lembrem-se que na época, não existiam quase nenhum Narutard, e Naruto, no Brasil, ainda não era uma modinha)
Hehehe, foi bem divertido ver a reação dela quando eu imitei a voz do Mokona… É muito igual, mas não deixa de ser estranho. Daí, descobri que ela morava perto de mim. E olha que eu pensava que eu era a única Otaka aqui do bairro [^^].
Daí, nos falamos sempre pelo msn, ela sempre no meu pé, essa chata, nuca me deixava em paz… EU ERA QUEM NÃO DEIXAVA EM PAZ?
Eu, que já estava em transe [sério], exagerei no vício ao extremo. Eu só pensava em animês, em como os personagens agiriam na minha situação, em como fazer meu cabelo [esquece], nas roupas que eu iria comprar na BSSB…
Depois de conhecer a pessoinha, tudo isso piorou. (Esperava que melhorasse, né? XD] Aí comecei a achar que tinha perdido minha memória, por causa da perda do Death Note! [kkkk]
111



E como tudo que é bom, dura pouco:a parte 1 está encerrada! Não se preocupem porque mais partes dessa história irão vir… Lembrando que a próxima parte será contada pela Tany.
Ja ne!
P.S: Ao som de Daybreak, do AnCafe!

1 Comentário:

Mrs. Diva disse...

Que legal! rsrsrs Espero q poste a continuação logo!!
Bjs

Participo!

Onigiri quase Prédio

Termos legais

O conteúdo desse blog é protegido por: Creative Commons License
Melhor visualizado no Chrome ou Firefox.